Manutenção de carros populares está mais cara

Especialistas orientam o consumidor no sentido de que este deve observar, além de tantos aspectos que o direcionam na escolha de um automóvel, o preço de manutenção antes de realizar a compra.

A categoria dos carros populares, que teve sua origem em meados dos anos 90, surgiu para
beneficiar a classe mais baixa brasileira. O conceito de carro popular engloba, basicamente três coisas: preço mais em conta, equipamentos básicos e uma potência menor em termos de motor para os demais modelos na indústria automobilística.

A compra de um carro vem sempre antecipada de uma boa pesquisa de mercado e de uma avaliação das opções mais compatíveis com as necessidades pessoais e financeiras do comprador. Sem tanto dinheiro no bolso, muitas vezes um modelo popular acaba sendo a melhor escolha para quem não pretende gastar muito.

Feliz por ter feito um bom negócio, o consumidor nem imagina que certamente terá uma surpresa desagradável na hora que precisar trocar alguma peça do veículo. Isso porque determinadas peças de um carro popular – para-choque dianteiro, jogo de velas e pastilha de freios, por exemplo – não tem necessariamente um preço popular. Pelo contrário, o valor de algumas é parecido ou, em alguns casos, até maior do que o de peças fabricadas para modelos superiores.

O para-choque dianteiro, por exemplo, que é uma das partes mais prejudicadas do carro em uma eventual batida de frente, tem uma diferença gritante de preço entre modelos de segmentos diferentes.

Para trocar esta peça em um Volkswagen Gol G5 1.0, o consumidor vai desembolsar cerca de R$ 700. Em um Chevrolet Vectra 2.0, o valor não passa de R$ 300. O jogo de velas de um Fiat Uno 1.0 sai por R$ 50, ou seja, o mesmo preço se o carro fosse um Fiat Punto motor 1.4.

Por isso, sem considerar o custo de manutenção do veículo antes da compra, muitos consumidores sentem como se as montadoras tivessem lhes pregado uma peça, literalmente.

“Geralmente o consumidor não presta atenção no  preço das peças na hora de comprar um carro, já que está mais preocupado com o que o veículo oferece”, afirma Renato Fonseca, presidente da Anfape (Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças).

Carros populares

1. O Fiat Palio Fire Economy é um carro barato: R$ 25 mil. Porém, algumas peças têm custo parecido com o de carros superiores. Seu para-choque dianteiro sai por R$ 520, praticamente igual ao do Punto 1.4, R$ 550.

2. A partir de R$ 48 mil, o Chevrolet Astra 2.0 não é um carro popular, mas a manutenção pode ter custo parecido com a de carros mais simples. O jogo de velas, por exemplo, custa R$ 60, igual ao do Ford KA 1.0.

3. O popular Ford KA 1.0 é vendido por R$ 24.500, mas isso não quer dizer que suas peças tenham preço popular. A pastilha de freios tem preço aproximado de R$ 120, quase o mesmo do Polo 1.6: R$ 150.

Fonte: Portal BAND

About these ads

Sobre Laiane Caetano

é advogada militante e pesquisadora independente, bacharel pela PUC Minas e especialista em Direito de Empresa pela mesma instituição. É uma consumidora em potencial, mas acredita usar a consciência sempre. Divaga sobre temas de seu interesse e tem grande prazer em trazer para o blog discussões acerca dos direitos do consumidor e temas correlatos.
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s