EM: Ovos de Páscoa perdem peso e ficam mais caros em BH, constata Procon

Imagem

Matéria divulgada pelo Estado de Minas e reproduzida a seguir:

Os ovos de Páscoa estão mais leves e mais caros na capital mineira, segundo pesquisa do Procon da Assembleia realizada entre os dias 28 de março e 2 de abril junto a 17 estabelecimentos. Segundo o levantamento, este ano, os produtos estão, em média, 7,21% mais ‘salgados’ em relação a 2013. O levantamento detectou também diferenças de preço superiores a 70% para um mesmo produto. Além disso, alguns ovos, apesar de manterem a mesma numeração, sofreram redução de peso.

Alguns produtos registraram aumentos superiores a 60%, como é o caso dos ovos Tortuguita (110g) e Fanático (160g), ambos da Arcor. Já o Serenata de Amor (375g), da Garoto, teve reajuste de 44,57%. Dependendo do estabelecimento procurado, esse ovo pode ser encontrado por R$ 25,99 ou R$ 44,98, uma diferença de 73,07%.

Variação significativa também foi observada no ovo Sonho de Valsa, da Lacta: 72,79% entre o mais barato e o mais caro. Esse produto, aliás, foi um dos que perderam peso em relação ao ano passado. Em 2013 o de número 15 pesava 350 gramas, mas este ano caiu para 270 gramas. O mesmo ocorreu com outras marcas. A caixa Miniovos Especialidades Nestlé, por exemplo, passou de 236 gramas para 180 gramas, e mesmo assim o preço subiu 15,52%, em média.

O Procon Assembleia orienta o consumidor a não ter o número impresso na embalagem como referência na hora de comprar, e sim o peso. Nem mesmo as numerações indicadas pelos fabricantes nos rótulos são equivalentes entre as marcas.

Confira AQUI a tabela comparativa divulgada pelo PROCON-Assembleia.

Nesse mesmo documento, há dicas importantes para os consumidores para a compra de Ovos de Páscoa:

• Comprar ovos de chocolate pelo peso, pois as numerações indicadas pelos fabricantes nos
rótulos não são equivalentes entre as marcas.
• Observe no rótulo o prazo de validade e a indicação de temperatura para conservação.
• Não compre produtos com embalagens danificadas.
• Fique atento aos preços nas gôndolas, pois caso seja diferente do valor cobrado no caixa,
vale o menor preço.
• Exija sempre o cupom fiscal.
• Para sua segurança, verifique se o estabelecimento possui o selo da vigilância sanitária.
• O Procon Assembleia-MG não se responsabiliza pela qualidade do produto nem pelas
alterações dos preços.
• A atenção do consumidor deve aumentar caso ele opte por versões “light” ou “diet” dos
ovos de Páscoa convencionais. Isso porque as nomenclaturas “light” e “diet” não significam
necessariamente que esses produtos sejam isentos ou tenham percentual reduzido de açúcar e
energia.
• Evite levar as crianças para as compras, pois a influência delas pode levar a gastos
exagerados e desnecessários.
• Nas embalagens dos ovos de Páscoa com brinquedos devem constar o selo do Inmetro e a
idade recomendável para o brinquedo.
• Ovos de Páscoa em promoção podem estar quebrados e por isso têm o preço mais em conta
do que aqueles em perfeitas condições. Nesse caso, não há obrigação do fornecedor em
trocar o produto.
• Produtos fabricados artesanalmente, além de seguirem as mesmas regras de
comercialização dos industrializados, também estão obrigados a fornecer nota fiscal. Ela é a
principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação.

Anúncios

Sobre Laiane Caetano

é advogada militante e pesquisadora independente, especialista em Direito Empresarial pela PUC Minas.
Esse post foi publicado em Indicação de leituras e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s